Parasite (2019) | Review #Oscars2020

22 de janeiro de 2020


Sem Spoilers

O filme sul-coreano que tem dado tanto que falar chama-se Parasite e apesar de já ter estreado em Portugal no dia 26 de Setembro de 2019, ainda continua em exibição em alguns cinemas espalhados pelo país. Este thriller dramático conta com a direção de Bong Joon Ho e é estrelado por Kang-ho Song, Sun-kyun Lee e Yeo-jeong Jo.

"Todos desempregados, Ki-taek e a sua família interessam-se peculiarmente pelos ricos e fascinantes Parks e à medida que se integram nas suas vidas, acabam por se envolver num incidente inesperado."

Parasite é na verdade uma grande crítica social entre o pobre e o rico na cultura sul-coreana, onde inicialmente acompanhamos a família Kim (representando a classe pobre) que faz de tudo para sobreviver e que aos poucos se vai integrando dentro da família Parks (representando a classe rica). Ao longo desta primeira parte é possível observar a comparação entre as duas classes com um certo humor-negro, ao mesmo tempo que nos perguntamos como pode existir uma discrepância tão grande entre duas famílias do mesmo país.

Se até aqui o filme já estava a ser bom por nos permitir refletir sobre certos assuntos, com o desenrolar da história torna-se ainda melhor. Na minha opinião, o grande ponto forte deste filme é o facto de nunca sabermos ao certo o que vai acontecer a seguir e ainda assim conseguir com que tudo se encaixe na perfeição numa crítica à sociedade atual. Se gostarem de filmes imprevisíveis ou simplesmente gostarem de filmes, recomendo mesmo que vejam este e de preferência sem lerem muito sobre ele para não correrem o risco de levarem com spoilers (daí não me alongar muito mais nesta review). 

Pontuação: 9/10







Enviar um comentário

INSTAGRAM

© LOSING MA MIND. Design by FCD.