Chernobyl: A mini-série do ano | Crítica

18 de junho de 2019


Sem Spoilers

Falemos então da mini-série mais comentada do momento! Talvez já vá um pouco atrasada uma vez que já existem 450 mil críticas espalhadas pela internet, mas não importa...

Chernobyl é uma produção da HBO classificada com 9,6 no IMDb que conta com cinco episódios de mais ou menos uma hora cada o que é equivalente a: maratona de sábado à tarde.




 

Esta mini-série relata a história por detrás de uma das maiores explosões nucleares do mundo que aconteceu em Chernobyl no ano de 1986. A personagem principal Valery Legasov, interpretada por Jarred Harris, foi um químico importantíssimo na descoberta da verdadeira razão pela qual se deu a explosão que muitos queriam encobrir e foi muitíssimo bem interpretada pelo ator. Assim como Jarred, Stellan Skarsgard que interpretou Boris Scherbina fez um papel muito bom e a parceria entre ambos é um dos pontos positivos desta mini-série.


A maneira como os diretores decidiram contar a história também está muito boa e prende bastante o espectador para continuar a ver mais. Inicialmente, eles mostram como o acidente se deu numa perspetiva de fora e só mais para o fim da série é que mostram o comportamento dos trabalhadores da estação nuclear na hora H.

Pessoalmente, não sabia exatamente o que tinha acontecido para haver uma explosão daquela dimensão nem tinha noção que poderia ter sido ainda muito maior e destruído a vida de muitas mais pessoas. Se eu poderia ter pesquisado na Wikipedia? Óbvio, mas pessoas preguiçosas como eu preferem ver documentários e séries como esta e depois sim vão pesquisar mais sobre o que aconteceu e comparar a veracidade das coisas. Nem tudo relatado na série aconteceu 100% como eles contaram, mas o que foi alterado foram apenas pequenas coisas que tornaram a série mais poética.


Para além disso, a fotografia é um dos pontos mais fortes desta série e com certeza vai ter de ser nomeada para o Emmy! Todas as "pequenas" coisas são tratadas de uma forma artística tão bonita, como por exemplo o momento da ponte (sem spoilers, calma!!) que nos faz sentir ainda mais empatia. A HBO já era conhecida por grandes produções como Game of Thrones e com Chernobyl, veio só demonstrar que vai haver muito mais depois de GOT.


Minha pontuação: 9/10


1 comentário

  1. Por acaso, está na minha lista de séries para ver! Vou ver se aproveito o fim-de-semana!

    ResponderEliminar

INSTAGRAM

© LOSING MA MIND. Design by FCD.